Sustentabilidade e Agronegócio: o futuro é sustentável

Sustentabilidade e Agronegócio: o futuro é sustentável

Por: Manoela Martins Mendes

A área cultivada no Brasil representa mais de 65 milhões de hectares (fonte: Embrapa Territorial) e, quando se pensa em futuro, a produção agrícola está cada vez mais ligada à responsabilidade ambiental. A cultura da sustentabilidade no agronegócio significa, basicamente, respeitar o meio ambiente de forma economicamente viável e garantir a qualidade de vida das gerações futuras.

Desenvolvimento sustentável e o Plano Safra

O Plano Safra 21/22 aumentou os recursos para técnicas agrícolas sustentáveis, reforçando as práticas de uma produção “verde, inclusiva e próspera”. Segundo a ministra Tereza Cristina, a responsabilidade ambiental deixará o agro ainda mais competitivo:

“Nas próximas décadas, a produção agrícola mundial deverá crescer em sintonia com a conservação ambiental, porém sem descuidar dos ganhos de produtividade e da inclusão social. Graças à ciência e à inovação, o Brasil será protagonista desse processo”, disse.

Agricultura 4.0

A agricultura 4.0, tendência aliada à tecnologia verde, traz soluções com o objetivo de diminuir os impactos ambientais, melhorar a utilização de insumos agrícolas, reduzir custos, aumentar a segurança do trabalhador e também evitar o desperdício. Tudo isso por meio do desenvolvimento sustentável e tecnologia de ponta, viabilizando a digitalização no campo.

Essa promoção da agricultura inteligente passa pelo uso da Internet of Things e da Inteligência Artificial, revolucionando tanto a produtividade quanto o faturamento do produtor. Uma das grandes soluções trazidas pela tecnologia verde é a agricultura de precisão, que permite o monitoramento de diversas ações na propriedade rural em tempo real por meio de GPS, drones e sensores. A Agricultura de precisão (AP) auxilia o produtor na coleta e interpretação de dados, otimizando o rendimento da lavoura. É uma solução altamente eficaz de desenvolvimento sustentável que diminui as perdas e aumenta os ganhos econômicos e ambientais.

Outras formas de promover o desenvolvimento sustentável

Além dos benefícios oferecidos pela tecnologia, algumas práticas já bem conhecidas também são aliadas do desenvolvimento sustentável. Entre elas:

Uso consciente de água
Exemplo: captação de água da chuva para utilizar na irrigação;

– Controle de queimadas e do desmatamento das áreas florestais
Em 36 anos, o Brasil teve quase 20% de seu território queimado (fonte: Projeto MapBiomas);

– Diminuição do uso de adubos químicos e de pesticidas quando possível
As grandes quantidades dessas substâncias que vão para os rios, lagos e mares causam alteração nos ciclos bióticos;

– Busca por fontes de energia limpa
Exemplos: energia solar, energia eólica, energia hídrica, energia geotérmica e biomassa;

– Contenção de todo e qualquer tipo de desperdício
Perdas assim afetam a rentabilidade dos empreendimentos no campo. Evite sempre que possível;

– Aplicação de técnicas de reciclagem
O reaproveitamento de materiais traz benefícios financeiros e ajuda o planeta.

 

Opinião da Sombrero

A Sombrero Seguros acredita na geração de riqueza de forma sustentável. Nossa atuação respeita o meio ambiente e, por meio de um trabalho transparente, temos compromisso com as práticas ESG visando a contribuir com o desenvolvimento sustentável do setor e do nosso país.

 

Matéria desenvolvida com base nas seguintes fontes:

https://www.mega.com.br/blog/agricultura-sustentavel-a-importancia-da-sustentabilidade-no-campo/

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/com-total-de-r-251-2-bilhoes-plano-safra-21-22-aumenta-recursos-para-tecnicas-agricolas-sustentaveis

https://www.myfarm.com.br/sustentabilidade/

https://www.dinamicambiental.com.br/blog/sustentabilidade/saiba-sustentabilidade-rural/

https://agrownegocios.com.br/blog/produtores-rurais/sustentabilidade-no-agronegocio-entenda-a-importancia-do-negocio-sustentavel