Mulheres Rurais e a presença feminina no campo

mulheres no campo

Por Natalia Pires e Manoela Martins Mendes

 

Segundo dados do IBGE, a presença feminina representa 47,5% da população residente no campo no Brasil. Dentro dessa porcentagem, apenas cerca de 50% das mulheres no campo são economicamente ativas, e outros 30% delas não possuem rendimento. Além disso, menos de 20% dos empreendimentos rurais do país são dirigidos por mulheres. Considerando tal contexto, em 2015 a Secretaria de Agricultura Familiar lançou a campanha #Mulheres rurais, mulheres com direitos, agora na sua 5ª edição. 

O primeiro lema de campanha utilizado foi “Sou trabalhadora rural, não sou ajudante”, deixando claro que as mulheres são mais que apenas o braço direito do trabalhador rural: são trabalhadoras de igual importância, a presença feminina no campo é sentida. Após o lançamento no Brasil, a campanha se estendeu para América Latina e Caribe e incluiu outros temas relacionados à igualdade de gênero, principalmente o combate à violência contra as mulheres. Cerca de 60 milhões de mulheres vivem em zonas rurais no total dos países envolvidos. 

#Mulheres rurais, Mulheres com direitos continua buscando valorizar e informar as trabalhadoras de campo que vivem em contextos de desigualdade estrutural, cenário agravado pela pandemia de COVID-19. Entre as ações que a campanha engloba, estão experiências de identificação do poder transformador das mulheres rurais, indígenas e afrodescendentes, e a realização de concursos e seminários a fim de ensinar a essas mulheres seus direitos, bem como informar sobre as políticas públicas que estão ao seu alcance.

O lançamento da 5ª edição contou com a presença da ministra Tereza Cristina, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Ela afirma que: “Essa campanha é de valorização das mulheres produtoras rurais. É preciso somar forças para que juntos, Governo Federal, FAO e organizações parceiras, sejamos capazes de transformar esse cenário de desigualdades sociais e econômicas em relação à mulher trabalhadora no campo.” 

Metade da população rural é composta por mulheres, mas a conta da igualdade ainda não fecha. E isso vale não só para o campo, mas para a sociedade como um todo. Seja no campo, na cidade, dentro e fora das empresas, é preciso trabalhar a questão da igualdade de gênero, reconhecendo o valor da mulher na sociedade.

Esse artigo foi desenvolvido com base nas seguintes fontes:

https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/ministra-tereza-cristina-participa-do-lancamento-da-campanha-mulheres-rurais-mulheres-com-diretos
https://www.gov.br/agricultura/pt-br/assuntos/noticias/mulheres-rurais-se-destacam-em-diferentes-atividades-e-buscam-visibilidade-para-seus-direitos
https://www.gov.br/agricultura/pt-br/mulheresrurais/mulheres-rurais/